Blog de viagens escrito por Luísa e Marcelo Colombo. Roteiros de viagem, planejamento e notícias para inspirar e facilitar a viagem dos seus sonhos. 

Caso tenha dúvidas sobre como viajar, queira trabalhar em conjunto, ou simplesmente para dar um Olá, nos mande um e-mail. 

     

faleconosco@dizquefuiporai.com

11 lugares que você tem que ir em Lisboa

9 Jul 2017

 

As pessoas são atraídas por Lisboa por muitas razões, uma vez que a capital portuguesa oferece uma multiplicidade de experiências. Enquanto alguns querem admirar a arquitetura, outros desejam colocar os pés no mar ou talvez tentar um estilo diferente de culinária. Nós podemos dizer que somos completamente apaixonados por Lisboa e Portugal como um todo, muito também pela sua gente sempre simpática e seu modo de vida, em muitos lugares, muito tranquilo.

 

Então se você está pensando em ir a Lisboa, veja aqui está a nossa lista de 11 atrações imperdíveis ao visitar esta cidade encantadora.

 

Alfama

"Visite Alfama" é o que a maioria dos viajantes pela primeira vez a Lisboa são aconselhados. A parte mais antiga da cidade, pode parecer que você atravessou um tempo de volta ao século XVII ou XVIII. As ruas estreitas são sinuosas e ecléticas, repletas de lojas de souvenirs e bares ou cafés pequenos, e Alfama é um dos melhores locais turísticos para desfrutar de refeições portuguesas autênticas enquanto ouve o gênero favorito de música soul do país, o fado.

 

Baixa e Bairro Alto

A maior parte da Baixa, o "bairro mais baixo" foi arruinado durante o terremoto catastrófico de Lisboa de 1755 e reconstruído durante as décadas que se seguiram para se tornar uma das partes mais modernas da cidade. Hoje, atrai visitantes com sua arquitetura pombalina (um estilo português derivado no século 18), cafés e restaurantes românticos e uma infinidade de oportunidades de compras. O Bairro Alto, por outro lado, é o "bairro superior" artístico e boêmio de Lisboa, repleto de alguns dos melhores bares, clubes e restaurantes. É também um dos melhores lugares para desfrutar da cena urbana da rua em Lisboa. Nós recomendamos muito o Park Bar, que é um restaurante/bar que fica num rooftop dentro de um estacionamento e de lá você terá uma vista incrível de Lisboa. 

 

 

Mouraria / Martim Moniz

Mouraria e sua praça próxima, Martim Moniz, sempre atraíram a diversidade e servem de meca multicultural de Lisboa. Enquanto Alfama pode ser um dos melhores lugares para ouvir música de fado, Mouraria é onde esse estilo musical realmente se desenvolveu e onde os primeiros famosos fadistas Severa já viveram, bem como a atual estrela de fado Mariza. Mouraria costumava ter uma reputação indesejável devido a acontecimentos ruins, mas a última década viu grandes melhorias e agora é um dos bairros mais charmosos e únicos em Lisboa.

 

Parque das Nações

Tudo sobre o Parque das Nações é contemporâneo e sofisticado, desde as estruturas elegantes da Estação Gare do Oriente até o calçadão, hotéis e centros de entretenimento. Normalmente é lá que costumamos ficar nas nossas idas a Lisboa. Foi construído para a Expo 1998 e é hoje um dos pontos mais modernos de Lisboa. O Parque das Nações é uma atração em si mesmo, simplesmente porque é tão diferente da grande Lisboa histórica. Estando lá, no teleférico e aproveite para conhecer o Oceanário de Lisboa, que é um dos maiores da Europa.

 

 

Castelo de São Jorge

O Castelo de São Jorge é muito mais do que uma fortificação com paredes de pedra e vistas excepcionais. É uma das estruturas mais antigas e reconhecíveis da cidade. Ele também abriga um museu arqueológico e um local de escavação subterrânea com restos que podem remontar milênios e de diferentes épocas. 

 

Ingresso: 18€

R. de Santa Cruz do Castelo, 1100-129 Lisboa

 

 

Mosteiro dos Jerónimos

Construído ao longo de 100 anos, principalmente durante o século XVI, o Mosteiro dos Jerónimos é um dos principais motivos dos turistas para Belém (além dos famosos Pasteis de Belém vendidos praticamente ao lado, mas com raízes do Mosteiro). Também conhecido como o Mosteiro dos Hieronymites, não é apenas uma grande atração perto de Lisboa, mas um dos marcos mais populares de todo o país, e foi designado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, juntamente com a Torre de Belém. Construído para homenagear o papel de Portugal durante a Idade dos Descobrimentos, é agora o túmulo de muitas pessoas históricas proeminentes, incluindo o explorador portugues e o navegador Vasco da Gama.

 

Ingresso: 10€

Praça do Império 1400-206 Lisboa, 1400-206 Lisboa

 

 

Torre de Belém

A Torre de Belém é outro Património Mundial da UNESCO, devido ao seu papel na proteção da costa de Portugal durante a Idade dos Descobrimentos e mais tarde. Representando uma combinação de arquitetura gótica e manuelina como o Mosteiro dos Jerónimos, a Torre de Belém atrai os visitantes por sua aparência, bem como seu papel na história.

 

Ingresso: 6€ 

 

 

O Museu Nacional do Azulejo

Não há nenhum outro edifício em todo o Portugal que é completamente dedicado à arte de azulejos que pode ser vista em todo o país. Alojado num convento do século XVI, o museu mostra como as telhas de azulejos evoluíram ao longo do tempo e está cheia de surpresas, incluindo uma capela inesperada cheia de obras de arte intrincadas e bonitas.

 

Ingresso: 5€

R. Me. Deus 4, 1900-312 Lisboa

 

Miradouros

Faz sentido que uma cidade situada em sete colinas tenha uma parcela justa de pontos de vigia, conhecidos como miradouros em português. A partir desses pontos altos, é possível pegar vistas deslumbrantes sobre a cidade, o rio e para os principais marcos históricos como o Castelo de São Jorge e as pontes emblemáticas da cidade.

 

 

Localizada na Alfama, a Catedral da Sé (também conhecida como a Catedral de Lisboa) é a catedral mais antiga da cidade e um dos pontos mais emblemáticos para arrancar. As torres e a roseira são incrivelmente atraentes e o altar, as capelas e os claustros escavados dentro mantêm os visitantes encantados.

Largo da Sé, 1100-585 Lisboa

 

 

Convento do Carmo

Enquanto na Baixa, não perca a caminhada pelo que resta do Convento do Carmo, que foi um dos edifícios parcialmente destruídos durante o terremoto de 1755. Dentro, os visitantes também verão certas cerâmicas expostas, uma coleção de túmulos, mosaicos e Estátuas.

 

Largo do Carmo, 1200-092 Lisboa

 

 

 

E aí gostou do nosso Top 11 de Lisboa? O que você adicionaria? Conta aqui pra gente nos comentários!

 

Please reload

+Histórias
Please reload

Nossas Categorias
Please reload

inscreva-se na nossa newsletter

Não quer perder nenhuma dica? Então inscreva-se na nossa newsletter!

Ah, nós também odiamos spam.