Blog de viagens escrito por Luísa e Marcelo Colombo. Roteiros de viagem, planejamento e notícias para inspirar e facilitar a viagem dos seus sonhos. 

Caso tenha dúvidas sobre como viajar, queira trabalhar em conjunto, ou simplesmente para dar um Olá, nos mande um e-mail. 

     

faleconosco@dizquefuiporai.com

Conheça as festas de junho em Portugal

4 Jun 2017

Junho chegou, e com isso, as famosas festas dos santos portugueses! Oba! 

 

Se você está com viagem marcada para Portugal em junho, veja quais são as informações que você precisa saber para curtir muito as festas! 

Não sei se muitos sabem, mas as nossas festas juninas foram herança dos nossos colonizadores, neste caso, os portugueses, que nos trouxeram, através da crença católica, as celebrações de junho, principalmente para Santo Antonio, Sao João e São Pedro. Mas, como tudo, nós tornamos essas festas mais nossas, com as nossas próprias tradições, música e cultura, do jeitinho bem brasileiro. 

Mas em Portugal, as festas são diferentes, e super divertidas, e que tomam a cidade por completo, festejando sempre o santo padroeiro da cidade em questão. Em Lisboa, a comemoração fica por conta de Santo Antonio, na noite do dia 12 de junho, que apesar de não ser o santo padroeiro, nasceu na cidade, e no Porto, a festa é na véspera do dia de São João, 23 de junho. Mas as festas não são necessariamente limitadas a essas datas, pois podem ocorrer muitas outras festas durante o mês.

 

 

 

Nas festas de junho em Portugal há muitos vasos de manjericão, ou como são chamados por lá, os manjericos, nas janelas das casas ou sendo oferecida para a mulher amada, além de deixarem um cheirinho incrível. Juntamente com esse cheiro, vem o cheirinho delicioso das sardinhas na brasa por todo o canto do país, que é normalmente comido com pão, e que são vendidas em praticamente toda esquina durante as festas. Além das sardinhas, são comumente vendidas também as bifanas, que são bifes de carne de porco no pão, e caldo verde, juntamente com muito vinho e cerveja. 

 

As ruas são decoradas para a ocasião, e muitas pessoas vão trajadas de forma folclórica para as tradicionais marchas portuguesas. No Porto, no entanto, a brincadeira rola sola, porque é tradição andar com martelos de plástico, de todos os tamanhos possíveis, e bater na cabeça do companheiro para a boa sorte. Antigamente os foliões batiam com alho-poró na cabeça dos companheiros, que fede muito, e hoje usam martelinhos com o mesmo fim. E isso é durante a noite toda, de todas as pessoas que estiverem passando, as conhecendo ou não, então, se você estiver por lá, leve na esportiva. As regiões mais antigas como Ribeira e Miragaia acabam recebendo a maior quantidade de pessoas, com muita música e comida na rua, e que dão direito aos fogos de artifício a beira do Rio Douro a meia-noite, para receber o dia de São João.

A festa dos Santos Populares termina com a celebração de São Pedro, que são celebradas também em Sintra e Ëvora, e neste caso, puxando a sardinha para a minha brasa, recomendo a festa da Póvoa de Varzim, cidade a 1 hora do Porto, que é simplesmente imperdível. Com o toque da cidade pequena, as pessoas fazem as sardinhas nas portas de casa e recebem os familiares e amigos, que vão de festa em festa, visitando as pessoas queridas. E é claro, não faltam as marchas portuguesas na rua, celebrando o folclore da cidade. 

 

 

Confira a programação completa das festas de junho em Lisboa aqui.

 

Please reload

+Histórias
Please reload

Nossas Categorias
Please reload

inscreva-se na nossa newsletter

Não quer perder nenhuma dica? Então inscreva-se na nossa newsletter!

Ah, nós também odiamos spam.