Blog de viagens escrito por Luísa e Marcelo Colombo. Roteiros de viagem, planejamento e notícias para inspirar e facilitar a viagem dos seus sonhos. 

Caso tenha dúvidas sobre como viajar, queira trabalhar em conjunto, ou simplesmente para dar um Olá, nos mande um e-mail. 

     

faleconosco@dizquefuiporai.com

7 coisas para fazer em Santiago do Chile

16 May 2017

Emouldurada pela Cordilheira do Andes, Santiago do Chile é costumeiramente uma das primeiras escolhas dos viajantes quando pesquisam um destino para visitar aqui no nosso continente. É uma cidade linda, com vistas incríveis, boa comida e uma gente simpática que está sempre disposta a ajudar. Estive lá em Santiago há algum tempo atrás e já estou planejando a volta, desta vez com a Luísa, que está doida para conhecer a capital do Chile. Há muito o que fazer por lá, muito mesmo! Muitos museus, experiências gastronômicas, esportes radicais (no inverno), além do tradicional bate e volta até Valparaíso e Vina Del Mar. Para uma primeira vez em Santiago, fiz uma lista com as 7 coisas que consideram imperdíveis por lá, vamos a elas?

 

Ah, antes, uma boa dica de onde ficar (se você procurar um bom custo benefício e curtir ficar em hostels) é o Hostel Ventana Sur - https://goo.gl/Rg5LvN

Está uma curta distância da Estação de Metrô de Santa Isabel e do Museu Tajamares del Mapocho, o albergue Ventana Sur oferece acomodações individuais, duplas e dormitórios para até oito pessoas. Nos quartos individuais e duplos há TV e banheiro privativo. Nos dormitórios, beliches e banheiro coletivo. A piscina é aberta durante todo o ano. O hostel normalmente é bem requisitado e se você não conseguir um lugar lá, recomendo ficar na região da Providência.

Ah, o dono, Ivan, é uma figura a parte e faz a vida do hostel mais ativa!

 

 

Vamos então as 7 coisas para fazer na sua primeira visita a Santiago?

 

Bairro Belavista (Grátis)

A energia criativa, bares legais e um espaço para lá de descontraído são as características do bairro Bellavista. Este bairro é um dos preferidos dos chilenos, e isso torna este um local popular ponto de encontro entre os viajantes e moradores locais. A melhor maneira de experimentar tudo é andando longe da rua principal, Pío Nono. As casas coloridas e as diversas artes de rua fazem do Bellavista um museu de arte ao ar livre, com uma surpresa em cada esquina.

Catedral Metropolitana (Grátis)

Situada próxima a  Plaza de Armas, esta catedral neoclássica tem uma história que remonta a 1541, quando o conquistador espanhol e fundador da cidade Pedro de Valdivia pediu um lugar de culto ser construído na borda da praça colonial de Santiago. No entanto, um incêndio rasgou a primeira estrutura, e dois edifícios construídos em seu lugar foram destruídos após grandes terremotos em 1647 e 1730. A catedral que se reergueu foi reconstruída por volta de 1750, e na década de 1780.

Dica quente: Os visitantes são bem-vindos para explorar a igreja de graça das 9h às 7h da segunda-feira a sábado e das 9h ao meio-dia aos domingos.

  

Cerro San Cristóbal (Grátis)

O Cerro San Cristóbal fica a cerca de 1km acima do Parque Metropolitano, próximo ao bairro Bellavista - você pode combinar a visita do bairro ao Cerro. O cenário espectacular com vista para a cordilheira dos andes de onde quer que você veja. Para chegar ao topo da colina, você precisará pular no funicular localizado no norte da Rua Pío Nono, desta forma você pagará a subida pelo funicular - CLP 1500 ida e volta. Ou, se você está em dia com seu físico, você pode fazer uma caminhada de cerca de uma hora a partir da base em Plaza Caupolicán. E aí, vai encarar?

 

 

Cerro Santa Lúcia (Grátis)

O Cerro Santa Lucía atrai visitantes com suas vistas panorâmicas que são lindas, mas não tanto quanto as do Cerro San Cristobal. Para chegar ao topo do Cerro Santa Lucía, você irá a pé da entrada principal do parque perto por um longo caminho estreito pontuado por altos degraus de pedra. Embora a caminhada pode ser árdua (especialmente em um dia quente de verão - como foi o meu caso), mas vale a pena. Pode confiar. Para as melhores vistas, pegue uma das duas escadas para a Praça Caupolicán. No Cerro estão dois Moais trazidos da Ilha de Páscoa! 

De março a setembro, o Cerro Santa Lucía recebe os visitantes diariamente das 9h às 7h. O parque fica aberto uma hora extra de outubro a fevereiro. A entrada para o parque é gratuita; Entretanto, você precisará assinar um livro de registro antes.

 

 

 

Vinícolas

Para os apreciadores de vinho e os nem tão apreciadores assim, recomendo muito uma visita a uma das vinícolas da cidade. Uma das vinícolas mais reverenciadas do Vale do Maipo é a Concha y Toro. Situada em Pirque, uma importante região produtora de vinhos a cerca de 22 km de Santiago, Concha y Toro oferece passeios a seus vinhedos todos os dias das 10h às 17h10 para 12,000 CLP por pessoa. Os passeios através da vinícola são agradáveis, os guias são muito profissionais e a degustação no final é muito boa para o preço. O passeio com a degustação de 4 tipos de vinho e mais uma aulinha de harmonização estão por volta de 22,000 CLP por pessoa.

 

 

 

Mercado Central

Embora sem o charme dos Mercados Centrais da Europa, como o de Lisboa, ou mesmo o de São Paulo, achei que valeu muita a pena ter ido lá. O Mercado Central fica à saída da rua Ismael Vergara e você pode chegar ao mercado através da linha 2 do metro; A estação mais próxima é Puente Cal y Canto. O mercado está aberto das 09:00 às 17:00 da segunda a sexta-feira e das 7:00 às 15:30 no sábado e domingo, embora barracas e restaurantes abrem e fecham em vários momentos.

 

 

La Chascona

Para os amantes da literatura, nenhuma viagem a Santiago estaria completa sem visitar La Chascona, antiga residência do poeta vencedor do Nobel, Pablo Neruda. A terceira esposa de Neruda, que se caracterizou por seus fios vermelhos e ondulados - hoje conhecida como "La Chascona" - ou a "Mulher com o cabelo despejado", hoje possui uma coleção rara de objetos pessoais de Neruda, incluindo um retrato da terceira esposa de Neruda Pintado por Diego Riviera. O ingresso custa CLP 7000 e a La Cahscona fica aberta de terça a domingo de 10h às 18h.

 

 

 

E aí curtiu as dicas? Quais os seus lugares preferidos em Santiago? Conta pra gente!

 

 

Please reload

+Histórias
Please reload

Nossas Categorias
Please reload

inscreva-se na nossa newsletter

Não quer perder nenhuma dica? Então inscreva-se na nossa newsletter!

Ah, nós também odiamos spam.