Blog de viagens escrito por Luísa e Marcelo Colombo. Roteiros de viagem, planejamento e notícias para inspirar e facilitar a viagem dos seus sonhos. 

Caso tenha dúvidas sobre como viajar, queira trabalhar em conjunto, ou simplesmente para dar um Olá, nos mande um e-mail. 

     

faleconosco@dizquefuiporai.com

Top 10 cidades européias que não vão pesar no seu bolso!

11 May 2017

A revista americana Time fez um levantamento das cidades européias e elegeu o TOP 10 de melhor custo benefício para o verão de 2017. A pesquisa foi feita nas 100 cidades européias mais populares e levou em consideração os itens básicos de qualquer viagem: passagens áreas, hospedagem e alimentação. Além disso, a pesquisa avaliou também o número de atividades culturais, clima, segurança e a facilidade de acesso ao transporte público. Somente uma cidade de cada país europeu entrou no ranking.

 

Vamos as 10 cidades que não vão pesar no seu bolso?

 

1 -  Praga

 

Dividida ao meio pelo rio Vltava, Praga é uma cidade de charme e beleza, com um horizonte lindo, ar medieval e aquele famoso cheiro de baunilha. Chegar lá é bastante acessível. É possível encontrar voos das principais capitais Européias a partir de 30€. Para mergulhar na cultura de Praga, comece com a comida e a cerveja. Os preços dos hotéis e hostels também não são caros, uma cama em um bom hostel em Praga começa a partir de 25€ por noite.

 

2 - Creta, Grécia

 

Esta ilha mediterrânia, a maior da Grécia, tem locais famosos como o Palácio de Knossos, bem como uma cultura distinta, belas praias e grandes tavernas que servem frutos do mar frescos queijos caseiros. Creta tem uma abundância de atrações ao ar livre, desde mercados de agricultores até passeios de barco. Uma boa dica é a viagem de um dia para a popular Praia Elafonisi, conhecida pela sua areia rosa-clara e águas azul-turquesa. Uma cama em um bom hostel parte de apenas €12! Bom, né?

 

3 - Cracóvia

 

Uma das cidades as mais antigas da Polônia,  a Cracóvia é forma por uma arquitetura imponente e seu tradicionais mercados medievais. 
Comece a sua viagem no centro histórico de Cracóvia, que detém a grandiosa Praça do Mercado Principal medieval.O edifício do século XIV é o lar de vendedores que vendem artesanatos tradicionais polacos, rendas e carpintaria. E não perca o Wawel Royal Castle, um dos edifícios mais emblemáticos da Polónia. O castelo oferece entrada gratuita às segundas-feiras durante a temporada de verão e aos domingos durante a temporada baixa! Ótimo, né? A hospedagem em um hotel legal no centro da cidade fica em torno de 70€ e uma cama em dormitório a partir de 17€.

 

 

4 - Roma

 

Se é a sua primeira vez em Roma, fique no Centro Storico, o bairro histórico, que está perto de todas as principais atrações em sua lista. Também super recomendamos a estadia no Trastevere. Segundo o Times, os preços em hospedagem e alimentação caíram cerca de 10% em comparação ao último ano.

Fizemos um post com 10 coisas para você fazer em Roma - dá uma olhada: https://goo.gl/IX3Zei

 

 

5-Lisboa

 

Lisboa combina o charme do velho mundo com uma nova atitude, evidenciada pelas reformas em andamento em muitos dos edifícios já deteriorados da cidade. 
Comece com uma viagem ao bairro de Belém para ver o Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém, ambos património mundial da UNESCO. Um bilhete combinado para ambos só custa cerca de 12€.

E não se esqueça de tomar um passeio no clássico de Lisboa n º28 elétrico. Com carros amarelos que datam dos anos 1930, a rota passa pelo bairro mais antigo da cidade, Alfama, levando-o à direita pela Catedral Se e do ponto de vista de Santa Luzia antes de terminar na Basílica da Estrela - e tudo por cerca de 2,5€. o bilhete. Ah, e por fim se perca na gastronomia portuguesa! Esqueça a balança!

 

 

6- Budapeste

 

Budapeste reinou suprema durante os dias de glória do império austro-húngaro, mas a cidade mantém uma atmosfera vibrante ainda hoje. A melhor vista do Castelo de Buda! É imperdível. 

E não deixe de visitar o Mercado Central para todas as suas comprinhas de lembranças.

 

 

7- Barcelona

 

A capital da Catalunha, na Espanha, Barcelona tornou-se amada por turistas em todo o mundo para a sua arte e arquitetura art nouveau. Uma cerveja irá definir-lhe de volta 2€ e uma refeição restaurante simples cerca de 10€.
Como a casa do famoso arquiteto Antoni Gaudí, a cidade hospeda várias de suas impressionantes criações como o Parque Guell e Casa Batlló. A jóia da coroa é a Sagrada Família, que apresenta um tumulto de cor de vitral abstrata dentro e escultura naturalista bonita fora. O ticket custa em torno de 15€. 

 

 

8-Berlim

 

Mais de uma década atrás, o então prefeito de Berlim chamou a cidade de "pobre, mas sexy" para atrair tipos mais criativos. Hoje é o lar de uma cena de festa vibrante, arquitetura de ponta, lembretes afiados da história do século 20 e uma atitude descontraída - tornando-o um destino ideal para aqueles que procuram uma capital européia que tem glamour e uma borda libertina.
Não perca duas das maiores coleções de arte da cidade. A Berlinische Galerie - entrada de 8€ - abriga peças de movimentos artísticos do século XX, como a Secessão de Berlim, Expressionismo e Dada, enquanto Sammlung Boros, mostra uma coleção privada de arte mais contemporânea - de estrelas internacionais como Olafur Eliasson E Ai Weiwei - em um antigo bunker nazista.

 

 

9- Riga

 

A maior das três capitais do Báltico, Riga é o lar de uma mistura eclética de pináculos góticos, edifícios Art Nouveau, soviético bloco de habitação e novos restaurantes criativos e vida noturna.
No coração histórico de Riga é a sua Cidade Velha, um património mundial da UNESCO. 
Ao redor do centro da cidade, você pode visitar os edifícios de art nouveau, ver o monumento da Liberdade e parar pelo Mercado Central.

 

 

10-Paris

 

Uma surpresa e tanto a capital francesa na lista das cidades com o maior custo benefício, né? Com a recente onda de terrorismo, os hotéis foram forçados a baixarem os preços, assim como os restaurantes. Cultura não falta na cidade, são mais de 215 museus, acredita?  Além disso, são mais de 16000 cafés e restaurantes, bizarro, né?
Enquanto os distritos centrais continuam a atrair viajantes para suas atrações atemporais, os arrondissements exteriores também estão recebendo atenção por seu charme e grandes valores. No dia 18, onde as ruas são alinhadas com lojas de queijo, padarias e estandes de flores. 

 

 

Please reload

+Histórias
Please reload

Nossas Categorias
Please reload

inscreva-se na nossa newsletter

Não quer perder nenhuma dica? Então inscreva-se na nossa newsletter!

Ah, nós também odiamos spam.