Blog de viagens escrito por Luísa e Marcelo Colombo. Roteiros de viagem, planejamento e notícias para inspirar e facilitar a viagem dos seus sonhos. 

Caso tenha dúvidas sobre como viajar, queira trabalhar em conjunto, ou simplesmente para dar um Olá, nos mande um e-mail. 

     

faleconosco@dizquefuiporai.com

Má notícia: União Européia vai criar novo controle de turistas (inclusive para os brasileiros)

15 Sep 2016

Via Agência ANSA

 

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, confirmou nesta quarta-feira (14) que o bloco começará a registrar turistas que entrarem em suas fronteiras, incluindo brasileiros.

 

 


O sistema será proposto pelo poder Executivo da União Europeia até o próximo mês de novembro e terá como objetivo combater o terrorismo em seus países-membros e a pior crise migratória desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

"Quando uma pessoa entrar na UE, ela será registrada, assim como lugar, data e motivo da viagem. Esse novo sistema automatizado nos dirá quem está autorizado a transitar pela UE antes que ela chegue na UE", disse Juncker, durante uma sessão plenária do Parlamento Europeu em Estrasburgo, na França.


O chamado Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem (Etias, na sigla em inglês) valerá para todos os cidadãos extracomunitários que não precisam de visto para entrar no Espaço Schengen - área de livre circulação de pessoas dentro do bloco -, incluindo brasileiros.

 

 
O modelo é similar ao adotado nos Estados Unidos e coletará dados dos viajantes antes do embarque, permitindo que Bruxelas determine se sua presença colocará a segurança no bloco em risco e, eventualmente, impeça sua entrada.

Essas informações serão passadas pelos próprios turistas, por meio do preenchimento de um questionário online. No entanto, ao menos por enquanto, Juncker não mencionou nenhuma taxa, mas especula-se que a União Europeia passará a cobrar 50 euros (R$ 186) para cada extracomunitário que entrar em suas fronteiras.

 


Nossa Opinião:


Por enquanto sem motivos para pânico, pois ainda não sabemos quando as novas alterações entram de fato em vigor e se serão aprovadas. Ainda é uma proposta! Pode ser que seja aprovada em novembro, mas sua aplicação fique para 2017 ou que nem seja aprovada! 


Se funcionar como o ESTA nos Estados Unidos, não haverá muitos problemas para nós, além do custo adicional de 50 euros (provável) que possivelmente será por um determinado período e não a cada visita. Para vocês terem uma ideia, o ESTA vale por dois anos e custa 14 dólares. A Luísa sempre usa o ESTA e é super tranquilo para entrar nos EUA. 

E no fim das contas, se a nova regra for aplicada, vamos torcer para União Européia propor algo mais em conta, né?

 

 

 

Please reload

+Histórias
Please reload

Nossas Categorias
Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

inscreva-se na nossa newsletter

Não quer perder nenhuma dica? Então inscreva-se na nossa newsletter!

Ah, nós também odiamos spam.